Pick me. Choose me. Love me.
Home Ask Me About Credits

Erros meus, má fortuna, amor ardente
em minha perdição de conjuraram;
os erros e a fortuna sobejaram (foram excessivos),
que para mim bastava o amor somente.

Tudo passei; mas tenho tão presente
a grande dor das cousas, que passaram,
que as magoadas iras me ensinaram
a não querer já nunca ser contente.

Errei todo o discurso de meus anos;
dei causa que a Fortuna castigasse
as minhas mal fundadas esperanças.

De amor não vi senão breves enganos.
Oh! quem tanto pudesse que fartasse (aliviasse)
este meu duro gênio de vinganças!

— Sonetos de Luís Vaz de Camões

Quote posted on24/07/2011 at 5:31pm | 7 notes | (reblogue this!)
Tags:  Sonetos # Luís Vaz de Camões # erros # fortuna # amor # perdição # excesso # passado # presente # dor # mágoas # ensinar # contente # feliz # discurso # anos # trilha # caminho # castigo # esperança # engano # alívio # gênio # vingança #
Página 1 de 1