Pick me. Choose me. Love me.
Home Ask Me About Credits

Perdi-me dentro de mim
Porque eu era labirinto,
E hoje, quando me sinto,
É com saudades de mim.

Passei pela minha vida,
Um astro doido a sonhar.
Na ânsia de ultrapassar,
Nem dei pela minha vida…

Para mim é sempre ontem
Não tenho amanhã nem hoje:
O tempo que aos outros foge
Cai sobre mim feito ontem.

(…) Não perdi minha alma,
Fiquei com ela, perdida.
Assim eu choro, da vida,
A morte da minha alma.

— Mário de Sá-Carneiro (1890-1916)

Quote posted on4/07/2012 at 10:53pm | 0 notes | (reblogue this!)
Página 1 de 1